Ame Club nasce gigante e consolida um império

O irmão mais novo do Laroc, o Ame Club, já nasceu gigante e marca a consolidação do império do grupo Laroc no estado de São Paulo.

Ame Club review

Sabemos que o momento econômico do país não é o dos melhores. Clubs importantes fecharam suas portas, festivais e eventos deixaram o Brasil sem previsão de retorno, porém nada disso foi capaz de abalar os objetivos e ambições do grupo Laroc.

Um terreno gigante em Valinhos, a mente brilhante dos sócios Mario Sergio, Silvio Soldera e Fauze Abdouch e o apoio do público: essa foi a receita para o nascimento do Ame Club, irmão mais novo do Laroc.

Ame Club review
Mascaro

Foram meses de planejamento, milhões investidos, tudo pensando na melhor experiência que o club poderia proporcionar e foi isso que ele fez. Mesmo com um formato que lembre bastante o irmão mais velho que está logo ao lado, o Ame Club conseguiu criar sua própria personalidade e logo em sua inauguração, destacar-se por sua excelência e qualidade.

Menor em tamanho, gigante em sua essência. Jardins deram as boas-vindas aos clubbers que chegavam para uma noite muito especial, afinal, o club abria suas portas pela primeira vez e recebia o mestre Joris Voorn. Uma praça de alimentação diversificada, muitos locais para sentar e até redes a disposição para os mais cansados faziam da área logo em frete da pista um espaço bem acolhedor. Quer sensação melhor do que a de ouvir boa música, deitado na rede, olhando o céu? Nos sentíamos em casa.

Ame Club review

Performers interagiam a todo momento com o público presente, mostrando um lado mais artístico do novo club. Grandes pedras no alto da entrada da pista gotejavam água, que caia numa pequena “piscina” e mais tarde foi ocupada por um ser anfíbio; bolhas de sabão voavam a todo momento entre todos que dançavam. O Ame Club criava uma atmosfera única, mágica.

Ame Club review

Sem muitos excessos, a pista têm um potente soundsystem, uma bela iluminação e uma decoração bem natural, com plantas e muito verde, mas o grande destaque fica por conta do gigantes globo dourado posicionado logo acima do DJ, que recebeu projeções durante toda a noite. Nada de grandes painéis de LED ou pirotecnia, no Ame, o minimalismo tomou conta e deu aquele toque de beleza ao local.

Ame Club Review
Jris Voorn

Claro que a inauguração de um club desse porte não poderia ter atrações de baixo calibre e assim foi: Mascaro fez as honras e abriu a pista, com um set refinado e preparando a pista para Joris Voorn, que nos levou por uma bela viagem ao pôr do sol e nos fez dançar ao som de clássicos do Techno e Tech-House, de uma forma tão “cremosa”, que arrancava suspiros dos presentes. Bogoshian recebeu a difícil missão de receber a pista da atração principal e subiu um pouco os BPMs, trazendo o techno para o Ame e foi seguido por DJ Glen, que colocou ainda mais combustível na pista, que não mostrava sinal nenhum de cansaço. O encerramento ficou por conta de Silvio Soul, que tocou a clássica “Born Slippy” e transformou a noite em algo inesquecível.

Ame Club review
Joris Voorn

Um staff impecável, organização sem falhas e até com uma tirolesa para os mais aventureiros, o Ame Club já nasceu com status de gigante e consolidou a força do grupo Laroc no Estado de São Paulo. Podemos esperar grandes feitos do club, que traz em seu DNA, o melhor da música eletrônica underground.

Vida longa, Ame Club!

Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Há vinte e tantos anos, embalado pelo Trance.