Beatport excluirá músicas nunca compradas

O Beatport, maior mercado online de música eletrônica no mundo, decidiu fazer uma limpa em seus arquivos de armazenamento. Entenda o caso.

O Beatport já é famoso no mundo da música eletrônica desde 2004. Hoje considerada a maior loja online de dance music, milhões de tracks de todos os tipos e artistas preenchem uma enorme coleção de subgêneros na plataforma, que as oferece em formatos digitais premium, como também ferramentas exclusivas para caçar tais faixas, criadas por DJs para DJs. Mas com milhares de músicas sendo adicionadas semanalmente, o Beatport está atingindo uma abundância indesejada, pensando até em começar a reduzir sua coleção de infinitas tracks.

Começando no final deste ano, a empresa decidiu passar por um procedimento anual de limpeza de armazenamento, do qual excluirá de sua plataforma faixas que nunca foram vendidas, durante o período anterior a Janeiro de 2019.

O novo procedimento do Beatport já é utilizado em outras plataformas de mesmo segmento e segue a tendência de que com o número de faixas lançadas no mundo, a plataforma necessita dar espaço para as que realmente possuem sua devida importância, assim como era no século passado, onde CDs e discos não vendidos acabariam em lixeiras ou em lojas de quinquilharia.

Comentários

DJ, marketeiro, um caipira-paulistano. House e Groove pra dançar, Trance pra sonhar.