CIRCOLOCO transporta São Paulo para Ibiza em noite impecável

Num evento sem erros, a CIRCOLOCO invadiu a Arca Spaces em São Paulo e nos deu um gostinhos das melhores festas da ilha espanhola.

Circoloco ©2019 Gui Urban
Foto por Gui Urban

São Paulo tem se transformado, cada vez mais, numa das capitais da música eletrônica mundial. Recebendo grandes eventos e artistas de todo mundo, os olhos da comunidade eletrônica têm se voltado para a capital paulistana e no último dia 10 não foi diferente.

Num espaço novo para os clubbers de plantão, o Arca Spaces, na Zona Oeste de São Paulo, a Plusnetwork trouxe diretamente de Ibiza, uma das festas sensações da ilha espanhola, a CIRCOLOCO, que encheu os olhos e ouvidos de todos os presentes. Desde a entrada no evento, até a saída, com o sol já raiando, o cuidado com o público era constante e presente. Um local amplo e bem ventilado. Com bares e banheiros bem localizados, sem filas. Caixas ambulantes por todo evento, além de um fumódromo arborizado. Conforto era uma das regras da noite!

A noite começou muito bem, obrigado, com a dupla Ab & Hamy. Um warm up bem feito merece ser destacado e eles fizeram a lição de casa. Responsáveis por abrir a noite e recepcionar os primeiros festeiros a chegarem no Arca, eles não decepcionaram e ditaram o ritmo da noite que estava apenas começando. Gui Boratto, um dos maiores nomes do underground nacional, trouxe toda a sua experiência para a CIRCOLOCO e mostrou, mais uma vez, que é um dos grandes titãs do cenário eletrônico brasileiro. Mesmo com um set curto, Gui nos brindou com grandes hits de sua carreira e preparou o terreno para a primeira mulher da noite.

Circoloco ©2019 Gui Urban
The Black Madonna | Foto por Gui Urban

Residente da CIRCOLOCO, Tania Vulcano trouxe todo o poder feminino para os decks da festa e decretou: a noite seria delas! Numa apresentação explosiva e com ares espanhóis, Tania nos fez viajar para Ibiza e vivenciar a festa em sua verdadeira essência! Quando DJ Tennis subiu ao palco, a euforia era generalizada. As luzes vermelhas da festa refletiam o verdadeiro espírito do público presente. A pista fervia. Tennis, com toda a sua irreverência, cativou a todos, com uma mistura de sons, que foram do tech house ao techno, mas sem perder a consistência.

Sem tempo para respirar, um dos nomes mais esperados da noite, The Black Madonna assume seu posto. Carismática e cheia de personalidade, a DJ nos presentou com uma performance que beirou a perfeição. Os grooves pesados do techno misturavam-se com vocais característicos do house, proporcionando uma experiência formidável. Sem pudores, ela cativou ao público, dançando muito enquanto tocava, deixando o estereótipo de que DJ não dança de lado. Com um sorriso no rosto durante toda o seu set, The Black Madonna mereceu o título de melhor set da noite, unanimidade entre todos os comentários posteriores da festa.

Circoloco ©2019 Gui Urban
Foto por Gui Urban

Longe de acabar, a CIRCOLOCO ainda tinha fôlego para mais. Seth Troxler, um grande conhecido da festa e do público brasileiro, subiu ao palco para fazer as honras e encerrar o evento. Com um techno mais forte, beirando o minimal, Seth fez o público gastar o restinho de perna que tinha, num set que terminou num b2b com o DJ Tennis. Quando o relógio bateu as 08h, um sentimento único tomava conta de todos: ninguém queria ir embora!

Mais que um evento, mais que uma festa, muito mais que música. A CIRCOLOCO mostrou que é possível pensar no bem-estar do público e produzir um evento grandioso ao mesmo tempo. Uma verdadeira aula! Já estamos ansiosos pela próxima.

Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Há vinte e tantos anos, embalado pelo Trance.