Entrevistamos: Sharam jey

DJ, produtor e big boss da maioria gravadora de bass da atualidade, Sharam Jey conversou com nossa redação dias antes de seu próximo lançamento.

Sharam Jey
Sharam Jey

Ele começou sua carreira nos anos 90 e desde então, é conhecido por sua versatilidade musical. Sharam Jey é o tipo de artista que ama o que faz e principalmente, fomenta a cena da música eletrônica, seja como produtor ou dono de gravadora, a Bunny Tiger. Especialista em descobrir novos talentos, foi pelas mãos de Sharam Jey que o menino do grave, Illusionize, teve seu primeiro grande hit e após alguns anos de amizade, a dupla prepara o lançamento de um novo EP, ainda melhor. Conversamos com Sharam Jey, que nos contou um pouco sobre sua carreira, sua gravadora e é claro, do novo EP que está por vir. Entrevistamos: Sharam jey

Beat for Beat – Fala Sharam Jey! Para começar, você está acompanhando o cenário da dance music desde a década de 90. Com o passar dos anos, as evoluções dentro dos gêneros estão cada dia mais rápidas e mais constantes. Você acha que esse tipo de consumo mais rápido, muitas vezes até descartável, prejudica o movimento da música eletrônica?

Sharam Jey – Não, não mesmo. Para mim, mostra que a dance music está bem estabelecida hoje e que agora, está se desenvolvendo e diversificando. Isso é bom, eu acho. No final, tudo sempre acaba se resumindo ao house e techno, não importa quantos novos gêneros diferentes existam.

B4B – O movimento low bpm aqui no nosso país é de grande importância para fomentar diversos artistas que contribuem com o bass e o tech house. Você saberia nos descrever porque o Brasil ama tanto esses gêneros?

Sharam Jey – Para ser sincero, não faço ideia. Eu acho que cada região tem seus sons favoritos, como a Alemanha, que sempre foi famosa pela predominância do techno. No Brasil, hoje, provavelmente é o bass e o tech house, mas tudo não gira em torno desses dois gêneros. Na minha experiência por aqui, o techno e melodic house ou house em si, também são muito populares. De qualquer forma, eu fico muito feliz em saber que meu som é muito apreciado e apoiado por aqui.

B4B – A Bunny Tiger é hoje, sem dúvidas, a maior label de bass da atualidade. Grande parte dela é composta por artistas brasileiros como Shapeless, Breaking Beatz e Chemical Surf. Como funcionam os filtros e garimpos para lançar novos artistas no mercado da música, pela gravadora?

Sharam Jey – Na verdade, hoje, não estamos procurando pró ativamente novas músicas, novos artistas, pois temos a sorte de receber mais de 100 demos por semana. Como eu não sou capaz de ouvir todas essas faixas, podemos dizer que é uma questão de sorte, ser avaliada. Eu pego uma ou outra e acabo escutando. E, é claro, se algum dos artistas já fazem parte do time da Bunny Tiger, me enviarem alguma coisa nova, farei de tudo para ouvir imediatamente. De qualquer forma, estou feliz em poder ajudar alguns artistas a se destacarem.

Sharam Jey CWB
Sharam jey na Night Vision | Foto: Zooe

B4B – Seu relacionamento com o Illusionize começou desde 2015, com o lançamento do sucesso ‘Bass‘. Pedrinho já nos contou sobre o e-mail encaminhado para você. Você se recorda de como decidiu fazer o convite para o feat?

Sharam Jey – Posso dizer que aqui, também foi uma situação de muita sorte. Eu acabei por esbarrar em uma das demos que ele – Illusionize – enviou e imediatamente achei que ali tinha uma coisa muito boa. O Pedro é um rapaz realmente talentoso. Eu sou sempre muito grato por conseguir apoiar um artista novo (ele estava no começo da carreira). Começamos a trocar alguns e-mails, conversamos por skype, trabalhando na track. E assim nasceu nossa primeira collab, que veio seguida de outras várias tracks em conjunto.

B4B – Para celebrar estes 4 anos de uma amizade dentro e fora das pistas, vocês estão lançando ‘I Want You Back‘ em um EP de remixes com várias participações especiais. Como foi o processo criativo da nova parceria e como vocês escolheram os DJs que remixariam este lançamento?

Sharam Jey – Essa é uma das minhas colaborações favoritas, que tem sido um constante sucesso, de certa forma secreto, que tenho tocado regularmente em meus sets ao longo dos anos. O retorno da pista, quando toco ela, é sempre muito bom, mas eu queria uma versão atualizada, remixada e foi o que fizemos. O Branzei fez o primeiro remix e eu gostei tanto, que encomendamos um pacote inteiro de remixes. A ideia foi de ter apenas artistas da Bunny Tiger remixando a track e deu certo, tanto que preparamos esse grande lançamento, que sairá no dia 09 de dezembro.

B4B – Recentemente você também lançou o EP ‘Need U‘ com Jean Bacarreza, apresentando uma sonoridade totalmente diferente do que estamos acostumados a ouvir de Sharam Jey. Diversas vezes você deixou claro que nunca possuiu um gênero definido, mas um grande feeling de pista. Qual é o segredo para trabalhar sets impecáveis, diversificando sonoridades e sempre divertindo a todos que assistem seus shows?

Sharam Jey – Como você mesmo disse, o mais importante é tentar envolver todos os tipos diferentes de sons. Diversificar gêneros, sempre torna o set em algo mais emocionante. Ah, e você deve amar o que faz!

B4B – Pra fechar, como você avalia o seu ano de 2019 e o que o que podemos esperar para 2020?

Sharam Jey – 2019 foi um ótimo ano. Finalmente, tive tempo de produzir músicas para outras gravadoras, já que nos últimos tempos, lancei muitas músicas em minha própria gravadora, a Bunny Tiger. Entre as labels por onde passei, estão Toolroom, Solar, Kittball e Superfett. Para 2020, vocês podem esperar muitas turnês, especialmente a que dará início ao meu ano e que será no Brasil. Mal posso esperar pra encontrar vocês em um desses shows. E é claro, tenho várias tracks que serão lançadas no decorrer do ano. Fiquem de olho.

Comentários

Editores do Beat for Beat. Apaixonados pela música, pela pista e uma boa taça de gin.