Islândia lança subsídio para músicos internacionais

A Islândia, localizada no extremo norte europeu, pagará 25% das despesas de artistas internacionais que gravarem em seu território.

Islândia
Reykjavik, Islândia

A Islândia é um lugar sobrenatural. Sua cultura, suas belezas naturais e seu governo impecável deixam o país em um elevado nível em rankings da ONU. Agora a terra de gelo decidiu incentivar artistas internacionais a gravarem suas novas canções em seu território.

O governo islandês oferece um subsídio de 25% de desconto em todas as despesas de gravação para artistas internacionais. A ideia, chamada de ‘Record in Iceland’, foi concebida pelo escritório de exportação de música islandesa, o ‘Iceland Music’. O intuito é ampliar e pluralizar a música no país, que além de desenvolver uma grande nação de músicos e compositores, também possui uma ampla rede de estúdios de gravação de primeira linha, cada um com suas particularidades.

Obviamente que nem todo mundo pode entrar num avião com destino à Islândia e gravar por uma semana e ser reembolsado. O projeto deve ter mais do que 30 minutos e ser lançado em até 1 ano e meio após a gravação, com todos os recibos fiscais catalogados e encaminhados para o governo.

A iniciativa ganhou um vídeo que você pode assistir logo abaixo:

Comentários

DJ, marketeiro, um caipira-paulistano. House e Groove pra dançar, Trance pra sonhar.