fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Editorial

Beat Awards 2017: Confira os vencedores

A votação do Beat Awards 2017 chegou ao fim e os resultados finalmente serão revelados. Confira quem foram os mais votados por vocês!

Beat Awards
Criado para premiar os melhores da música eletrônica do ano que passou, sem criar intrigas ou rankings, o Beat Awards, após nossa equipe analisar atividade e presença do DJs ao redor do mundo, frequência de postagens em nosso site, lançamento de material novo e popularidade, as músicas e tracks mais populares, segundo sites de vendas e rankings, eventos em nossa equipe esteve presente, junto com avaliação e acompanhamento de criticas nas redes sociais e finalmente a popularidade dos clubs que nossa equipe visitou, afinal, seria injusto avaliar algo que não conhecemos, chegamos aos indicados que foram postos numa votação, onde o vencedor seria e foi escolhido por vocês!

Foram dezenas de votos, com brigas boas pelo primeiro lugar, mas conseguimos chegar a um resultado final, que apresentamos pra vocês abaixo, em ordem de categorias da votação:

Melhor Artista Nacional – Mainstream
Vintage Culture

Vintage Beat Awards
Um dos artistas que não precisam de qualquer descrição. Um dos maiores nomes do Brasil (segundo a House Mag, o #01 de nosso país). Vintage Culture é sensação por onde passa, com incríveis sold outs em minutos e apresentações históricas (recentemente ele fez uma apresentação de 13 HORAS na Privilege Búzios). Um nome que não se prende somente ao Brasil, mas que está cada vez mais explorado internacionalmente. Não seria a toa que Lukas Ruiz seria o Melhor Artista Nacional – Mainstream do Beat Awards. Parabéns!!!

Melhor Artista Nacional – Underground
ANNA

ANNA Beat Awards
É, parece que o underground nacional ganhou sua grande rainha. Bicampeã no Beat Awards, ANNA, que já tocou em grandes festivais em todo o mundo, já foi convidada de Carl Cox, já lançou tracks por selos importantíssimos da música eletrônica, certamente hoje, é o maior nome feminino underground e um dos maiores, ultrapassando até diversos homens, representando o Brasil ao redor desse planeta. Somos fãs incondicionais e nossos leitores estão na mesma vibe que a gente. Ano passado encontramos a ANNA no XXXPerience e entregamos o troféu de 2016, mas a foto infelizmente ficou horrível. Prometemos uma melhor este ano. Parabéns ANNA!

Melhor Artista Nacional – High BPM
Vegas

Vegas Beat Awards
Outro nome que se repete em nossa premiação. Vegas é um dos queridinhos do mundo alternativo e está voando cada vez mais alto. Presente em maioria dos festivais nacionais e alguns internacionais, como eventos na Itália e Israel, Vegas é um dos nomes mais citados quando perguntam “Que DJ não pode faltar na festa”. Dono de um carisma incrível e de uma técnica excepcional, Vegas é o tipo de artista que merece cada vez mais, o destaque que tem. Parabéns, Vegas!

Melhor Artista Internacional – Mainstream
Armin van Buuren

Armin Beat Awards
Acho que não é surpresa pra ninguém que Armin, um dos maiores nomes da música eletrônica mundial e queridinho do Beat for Beat (juramos que não fizemos campanha e nem demos privilégios na votação), ganhasse sua categoria e fosse Bicampeão do Beat Awards. Dono de uma carreira incrível, de álbuns fantásticos, de discussões acaloradas sobre abandonar ou não o trance… não importa. Armin é o tipo de artista que mantém seu status mesmo após 20 anos de carreira e pelo visto, não pretende parar tão cedo. Sejamos sinceros, ele mereceu o prêmio. Parabéns, Armin van Buuren.

Melhor Artista Internacional – Underground
Eric Prydz

Prydz Beat Awards
Para muitos, ele é um artista mainstream, mas analisando bem suas apresentações, tracks e histórico, sabemos que Prydz flerta muita mais com o underground do que com qualquer outra coisa. Com uma genialidade incrível, cheio de aliases e surpresas a cada novo lançamento, Prydz é tipo um “BBB” que nunca será lembrado pelo seu passado (pra quem não sabe, ele já foi um SHM). Superando cada vez mais sua fobia de aviões, nós brasileiros esperamos ansiosamente sua visita ao nosso país. Prêmio merecido, Eric Prydz. Parabéns!

Melhor Artista Internacional – High BPM
Vini Vici

Vini Vici Beat Awards
Outro Bicampeão no Beat Awards. Convenhamos, Vini Vici fez história ao trazer o trance psicodélico de volta aos grandes palcos e festivais. Se isso teve dedo do Armin, isso já não podemos afirmar, mas que os caras estão cada vez mais maiores, melhores e potentes… ah isso estão! Vencedores de nossa edição de 2016, nosso editor Viktor Raphael conseguiu entregar o prêmio para o Aviram Saharai no evento Mundo Psicodélico, em São Paulo. Vocês podem ver a foto abaixo e esperamos poder entregar o segundo prêmio bem em breve!

Vini Vici Beat Awards
Track do Ano
Great Spirit – Armin van Buuren & Vini Vici

Great Spirit Beat Awards
Acho que esse prêmio era quase uma figurinha cantada após os anúncios anteriores, né? A Track foi lançada em dezembro do ano passado, mas como o Beat Awards 2016 ja havia começado, ela foi considerada para este ano, assim como acontecerá com todos os eventos, tracks e álbuns lançados após a abertura da premiação desse ano. Presente em diversos sets, de diferentes artistas, em várias versões ao redor do mundo, Great Spirit realmente foi uma das tracks que marcou o ano e certamente, marcará ainda bastante 2018. Não será um novo hino, mas será aquela música que daqui um tempo você vai rezar pra pararem de tocar, rs. Só pra não perder o hábito, vamos de Great Spirit!

Álbum do Ano – Mainstream
Blueprint – Ferry Corsten

Blueprint Beat Awards
Mais que um álbum, uma experiência sonora. Uma história em forma de áudio. Uma aula de produção musical. Ferry Corsten é considerado por muitos, um dos maiores produtores da atualidade, seja no trance ou em qualquer outro estilo e foi esse cara que nos entregou o melhor álbum do ano no Beat Awards. A história de Lucas e Vee, que teve a colaboração do roteirista  David Miller (mais conhecido pelo trabalho nas séries Rosewood e House of Cards) para desenvolver a trama, e o ator Campbell Scott (The Amazing Spider-Man) como narrador, nos envolvem de tal forma e unidos com a trilha criada por Ferry, só poderiam conceder a ele, o título de melhor álbum do ano. Obrigado Ferry e Parabéns!

Álbum do Ano – Underground
1989 – Kölsch

1989 Beat Awards
Um cara que também dispensa comentários. Kölsch hoje e certamente, um dos maiores nomes do cenário underground mundial. Com suas tracks únicas e com o encerramento da sua trilogia de álbuns, ele deixou sua marca na música de forma magistral. Um álbum totalmente autobiográfico, que remonta momentos de sua adolescência, incluindo o divórcio de seus pais, nos conecta ainda mais com o produtor, trazendo o lado humano e não só artístico. A track “Grey”, que foi tocada por diversos artistas é um dos grandes destaques do álbum, que é todo incrível. Parabéns, Kölsch, por vencer o Beat Awards!

Evento do Ano – Mainstream
Ultra Brasil

Ultra Beat Awards
Mesmo com todos os probleminhas, uma coisa precisamos admitir: o Ultra Brasil fez um belo evento. Invadindo a Sapucaí, templo do samba carioca e trazendo gigantes nomes da música eletrônica, o evento provou que o povo brasileiro sabe sim curtir um bom festival. Destaque para o palco Resistance, que ficou lindo e apresentou grandes lendas do mundo underground. Se teremos uma nova edição? Quem sabe. Nós torcemos para que sim, mas só o tempo dirá. Volta Ultra e Parabéns!!!

Evento do Ano – Underground
DGTL

DGTL Beat Awards
Realizando sua primeira edição em São Paulo, o festival que mescla música, arte, sustentabilidade, inovações tecnológicas e a busca por artistas locais (além de seus grandes headliners), o DGTL caiu no gosto dos nossos leitores e foi escolhido como o melhor de 2017 no Beat Awards. Muito mais que merecido. Foram 3 dias de muito house e techno que agradaram em muito os frequentadores, que só fizeram elogios ao festival. Acho que o prêmio não pode ser contestado, né? E o bom é saber que este ano, 2018, ele está de volta. Parabéns DGTL e aguarde nosso troféu, na próxima edição levaremos pessoalmente!

Evento do Ano – Alternativo
Mundo de Oz

Oz Beat Awards
Um dos mais aclamados e aguardados festivais do cenário alternativo, o Mundo de Oz, fez bonito em sua edição de 2017. Num lugar paradisíaco, bem estruturado e preparado para receber seu público de aproximadamente 4mil pessoas, o festiva levou muito mais que música, mas a experiência que um verdadeiro festival deve ter, incluindo sustentabilidade, diversidade e união. Quer coisa mais bonita do que ver crianças se divertindo sem problemas num festiva, junto com seus pais, claro?! Outro grande evento que venceu sua categoria pela qualidade apresentada e não apenas por fãs que são ávidos por votações. Parabéns, Mundo de Oz!

Melhor Club – Mainstream
Laroc

Laroc Beat Awards
Um club que também flerta com o underground, mas devido a seu histórico de artistas (veja sua programação de carnaval por exemplo) e público, caracteriza-se melhor como mainstream, é Bicampeão do Beat Awards. Com uma estrutura fascinante, num lugar perfeito e com atrações cada vez melhores, a Laroc Club destaca-se por diversos motivos e o público vem respondendo cada vez mais a isso (a abertura com Vintage Culture teve sold out em horas). Reformada recentemente, o club vem se adaptando cada vez mais para receber seu público, que só tende a crescer, assim como o nome da Laroc. Parabéns!

Melhor Club – Underground
D-Edge

D-Edge Beat Awards
Completando 18 anos e idealizado por um dos maiores nomes da música eletrônica brasileira, seja como DJ ou empresário, o D-Edge destaca-se não só pelo seu nome, mas por manter-se firme ao mundo underground, trazendo grandes nomes para suas festas, além de sua mega decoração, um dos clubs mais bonitos de São Paulo. Com sua nova filial no Rio de Janeiro e após a realização de uma mega festa em São Paulo nos seus 17 anos e prestes a realizar um festival para completar sua maioridade, a marca dá sinais de querer se expandir ainda mais. Até onde vai a D-Edge? Esperamos que bem longe. Parabéns por vencer o Beat Awards!!!

Estes foram os vencedores do Beat Awards 2017, que é importante frisar, teve como intenção premiar os melhores da música eletrônica do ano passado, levando em consideração alguns critérios e depois, com a ajuda de votos dos nossos leitores.

Parabéns a todos os vencedores, indicados e em breve, faremos a entrega dos prêmios. Que venha o Beat Awards 2018!

Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Trance para amar e Techno para dançar, com uma taça de Gin para acompanhar. Onde é o after?

Leia Também:

Mainstage

Antecipando sua reabertura, o Laroc Club promete duas noites inesquecíveis, nos dias 19 e 20 de novembro, com grandes surpresas. A reabertura de um...

Mainstage

O retorno do Tomorrowland Winter, que acontece em 2022, contará com grandes nomes da música eletrônica. Confira os primeiros confirmados. Depois de 2 anos...

Agenda

DJ, performer e residente da festa Mamba Negra, Valentina Luz fará um set especial, de 3 horas, na festa AFAIR, na Barra Funda em...

Mainstage

Buscando reunir entusiastas e profissionais da indústria de entretenimento, a EXPO E-Music & Art estreia em novembro em São Paulo. A Agência Today e a revista,...

Publicidade

Beat for Beat © 2020 | CNPJ 16.853.408/0001-46 | (11) 98602-8789