fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Via UnderGROUND

Falamos com Brüc, artista que está à frente da nova Neuter Records

Uma nova gravadora surge no mercado eletrônica brasileiro, a Neuter Records e conversamos com Brüc, um dos nomes à frente do projeto.

Brüc

Neuter, palavra do latim, que deriva as palavras neutro, neutra, que leva a sinônimos como, imparcialidade, justo, equânime, apartidário. Fundamentos e base de uma estrutura que não se posiciona, nem de maneira ofensiva, nem de maneira defensiva, cumpre seu papel com consciência cristalina. Neuter é uma fonte de música e só. Elixir neutro que pode ser bebido sem efeito colateral, para ser consumido sem moderação”.

Esta é a apresentação da Neuter Records, mais uma gravadora brasileira que chega para somar riqueza e diversidade sonora à nossa cena que está crescendo e se ramificando a cada ano que passa. Desistir da ideia por causa da pandemia? Nem pensar. E se tem uma coisa que aconteceu durante a quarentena foi o florescer de novas ideias.

Por trás desta estão dois envolvidos: Guilherme Custodio, colaborando na parte de referências artísticas, e Matheus Cesar Bruch, de 24 anos — que também é DJ e produtor através do seu alter ego Brüc — mas não se contentou em ficar apenas neste espaço. Falamos com ele para saber mais sobre a iniciativa:

Beat for Beat – Brüc, seja bem-vindo! Primeiramente, o que te atraiu ao universo da música eletrônica e o que te mantém nele?

Brüc – Olá, pessoal! Obrigado pelo espaço. Acho que são atrações diferentes, quando você está na pista, acredito que é um momento seu, de celebrar, curtir o artista que você tanto gosta, ter uma conversa com o amigo do lado, dar boas risadas, conhecer gente nova… essa interação sempre me atraiu, tanto que muito do que tenho hoje veio da música: amigos, noiva, inspiração.

Hoje de uma outra perspectiva, a interação com o público ainda me cativa, eu gosto muito de pessoas e principalmente de ver a reação delas quando acertamos aquela faixa no momento certo, ou então curtindo uma produção autoral. Essas coisas literalmente não tem preço e, se eu puder achar uma semelhança entre o que me atraiu e continua me atraindo, são as pessoas, conhecer pessoas novas, pessoas boas, pessoas que somam.

E quando surgiu a ideia de ter a sua própria gravadora?

Brüc – Surgiu agora no final deste ano, mais precisamente em novembro. Era uma vontade interna de tempo, e eu dividi a ideia com Guilherme, que fez as artes e já botou pilha para tudo acontecer, depois que coloquei um deadline, foi só correr atrás de tudo, literalmente joguei o chapéu pelo muro e fui buscar! Se eu tivesse pensado muito, não teria saído esse ano ainda.

Muitos realizam este movimento para ter uma liberdade maior na hora de lançar suas próprias músicas, mas imagino que este nem seja o caso aqui. A ideia central é ser uma gravadora que dê espaço a outros produtores, certo?

Brüc – Isso, até apareço neste primeiro VA, mas foi pra incrementar um pouco mais o lançamento, mas o foco aqui, serão os outros produtores! Pretendo explorar esse bioma de produtores que existem por aí!

Brüc

Você está por conta própria nessa ou tem outros artistas colaborando em outras frentes da Neuter?

Brüc – Estamos eu e o Guilherme, que não é nem DJ, nem produtor, mas é um artista de mão cheia e 99% acerta de primeira os trabalhos com as artes da Neuter, é uma pessoa que confio demais!

O primeiro release acabou de ganhar a luz do dia. Nos fale um pouco sobre o processo de curadoria e o que definiu a presença de 7 faixas neste VA inaugural?

Brüc – Eu queria um bom pontapé inicial, então os artistas em questão já estavam em meu radar, então resolvi fazer o convite, alguns deles estão tendo seu primeiro lançamento, isso me motivou ainda mais a fazer algo especial em relação a isso! E a quantidade não tem um motivo específico, apenas convidei as pessoas as quais acreditava e montei esse compilado.

O radar musical da Neuter está configurado apenas para o Minimal ou terá espaço para outras sonoridades similares? Quais serão as características prezadas na hora de avaliação das demos?

Brüc – Com algumas experiências acabei percebendo que criar uma identidade, onde as pessoas vejam suas artes, ouçam suas músicas e já saibam o que vão encontrar ou o que podem enviar, é extremamente necessário para consolidar o trabalho e formar um público, por isso vamos focar sim somente nas sonoridades minimalistas, claro que, dentro disso, existem muitas vertentes, e o que tivermos de música boa dentro desse contexto (minimal, rominimal, microhouse, deeptech), enfim não gostamos de rotular, mas, se gostarmos iremos lançar, inclusive, já estamos no aguardo das demos para 2021 neuterrecords@gmail.com, fiquem atentos as regras, no mínimo 3 faixas, em link privado no soundcloud <3

Novidades e próximos releases… já tem um calendário pela frente?

Brüc – Existe um planejamento já pré determinado em relação a quantidade de EPs, então quanto mais cedo vierem as demos, mais chances de fechar ainda pro ano que vem vamos ter. Dependendo da quantidade, poderemos aumentar a quantidade de Eps a serem lançados, mas tudo isso saberemos no decorrer do ano!

Por fim, qual a mensagem que você deseja deixar através do trabalho da Neuter?

Brüc – Sonhe, confie, e valorize o seu trabalho, faça música independente das circunstâncias, opiniões, rótulos e hypes, apenas crie! Juntos, podemos ir mais longe. Obrigado!

Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Trance para amar e Techno para dançar, com uma taça de Gin para acompanhar. Onde é o after?

FACEBOOK

PLAY!

Leia Também:

Mainstage

Encerrando as comemorações de aniversário do B4B, o Beat Awards premia grandes nomes da cena eletrônica nacional e internacional de 2020. Eis que as...

Mainstage

Dando continuidade ao seu projeto de “perseguir paisagens”, Reezer apresenta um set na Baía de Guanabara no Rio de Janeiro. Assista! Gravado em um...

Mainstage

Nova medida do ministério da cultura da Dinamarca prevê auxílio para organizadores de festivais do primeiro semestre de 2021. Comentários

Mainstage

Mesmo com a pandemia, o festival inglês Creamfields bateu seu próprio record de vendas para a próxima edição presencial. Comentários

Publicidade

Beat for Beat © 2020