fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Lançamentos

CEVITH estreia com ‘RIDE’ no selo principal da HUB Records

Após lançamentos de sucesso na HUB Lab, o DJ e Produtor CEVITH estreia no selo principal da HUB Records com ‘RIDE’, pela Sony Music.

CEVITH

Foto: Felipe R. Cardoso

Aos 23 anos e com 4 anos de carreira como DJ e produtor musical, Bruno Cevithereza a.k.a. CEVITH, faz sua estreia no selo principal da HUB Records, maior gravadora de música eletrônica do Brasil, com ‘RIDE‘.


Músico profissional desde os 15 anos, CEVITH tem a guitarra como marca registrada nas suas produções e seus últimos lançamentos, entre eles ‘Screaming‘, ‘Tell Me‘ e ‘New York‘, ultrapassaram a marca de 10 milhões de plays apenas no Spotify.

Eu nunca pensei em música como hobby, desde pequeno. Sempre projetei isso para o meu futuro, mas também conciliei com outra profissão. Sou formado em Economia, pela Unicamp, já trabalhei em empresa financeira e tomei a decisão de deixar a empresa durante a pandemia. Hoje vivo 100% para a música.

Eleito como um dos 100 DJs mais ouvidos do Spotify Brasil, CEVITH compartilha um pouco sobre o processo que o levou a conquista de lançar pela HUB Records:

As 3 músicas que eu lancei pela HUB Lab deram muito certo: ‘London’, ‘New York’ e ‘River on Fire’ totalizaram quase 3 milhões no Spotify. E como o próprio nome já diz, (HUB Lab = laboratório de artistas), acredito que o nome “CEVITH” foi aprovado nesse “laboratório” da gravadora devido à entrega de bons resultados em todos os lançamentos, não só no Spotify, mas nos suportes de outros artistas, na repercussão nas pistas e na veiculação em massa nas redes sociais pelos fãs. Como consequência, nos moveram para a gravadora principal (HUB Records), dando a chance de estrear no mesmo selo em que grandes artistas lançam, como Vintage Culture, KVSH, Dubdogz, Cat Dealers, entre outros.

CEVITH

RIDE’ é uma grande aposta do projeto por também trazer uma nova roupagem na sonoridade, na pegada Electronic Rock, a música tem uma proposta diferente e ainda pouco explorada no mercado nacional.

Há tempos venho estudando, produzindo e planejando uma inovação sonora e mais qualidade musical para 2021. Além disso, acredito que a “RIDE” seja uma das minhas melhores produções, seja na ambientação, nos efeitos sonoros, nas guitarras, nas percussões, na bateria, no bass pesado, enfim, todos os fatores que levaram ao resultado final. Todos os timbres e elementos encaixaram muito bem, a track está soando limpa e pesada ao mesmo tempo, bem rock n’ roll e tem bastante a minha cara. Os principais elementos são a guitarra (gravada por mim) e o vocal, que conversam entre si durante a música toda.

Com outros três lançamentos já agendados na HUB Records/Sony para os próximos meses, o artista comenta sobre a importância dos aprendizados adquiridos em 2020 para o futuro:

O período de quarentena me deu a oportunidade de me dedicar aos estudos para conseguir evoluir a qualidade musical do projeto. Além de me desafiar, 2020 também foi um ano de conquistas, e que, principalmente, preparou o terreno fértil para colher os frutos neste ano.

Escute agora ‘RIDE‘, novo lançamento de CEVITH pela HUB Records e disponível nas plataformas digitais:

Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Trance para amar e Techno para dançar, com uma taça de Gin para acompanhar. Onde é o after?

FACEBOOK

PLAY!

Leia Também:

Entrevista

Com passagens por festivais como Rock in Rio e Universo Paralello, Felipe Fella carrega um currículo gigante e agora, conversa com a gente. Não...

Descubra

Um artista carioca multifacetado, Bernardo Campos, já tocou ao lado de várias estrelas da cena underground e tá sempre em movimento. Como resumir o...

Lançamentos

Assinando o novo lançamento da novíssima Levels Rec., Mau Maioli apresenta ‘Lampejo’, com uma estérica dark disco e melodias retro-futurista. por Ágatha Prado A...

Editorial

A estreia do Time Warp foi marcada por grandes apresentações, mas com toda certeza, a de Kölsch é inesquecíveis e que agora, está online!...

Publicidade

Beat for Beat © 2020