fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Review

DGTL São Paulo retorna grandioso e apresenta edição histórica

Realizando uma edição histórica, o DGTL retornou ao Brasil e durante mais de 15h, apresentou o melhor da música eletrônica em seus palcos.

DGTL São Paulo

Foto: @stpdenilsonphoto

São Paulo, Marginal Tietê, Pavilhão do Anhembi. Foi ali, naquele 09 de abril, que uma marca reestabeleceu sua presença e importância no cenário da música eletrônica nacional. Por mais de 15 horas, clubbers do Brasil e até mesmo de outros países, estiveram reunidos para celebrar o retorno triunfal de um dos maiores festivais do mundo. O DGTL mostrou-se mais vivo do que nunca.

A excitação presente em todos que chegavam ali, era apenas um dos inúmeros sentimentos ali vividos. Durante todo o evento, rostos felizes circularam pelo pavilhão. A vontade de dançar falava mais alto e em todas as pistas do DGTL, corpos suados e em completa harmonia se misturavam ao som do techno, house e disco. A música soava alto e a emoção vibrava em uníssono com a alma que era lavada. O estado era de contemplação total.

DGTL São Paulo

Valentina Luz | Foto: @guilhermeoliveira85

O Frequency transformou-se num verdadeiro baile. Valentina Luz iluminou o espaço, que também foi palco da apresentação surreal de Denis Sulta. O titã brasileiro Mau Mau levou todo o seu conhecimento para o Frequency, que foi encerrado de forma brilhante por The Blessed Madonna. Transitando entre os gêneros, o palco agradou aos mais saudosistas e apresentou grandes clássicos para a nova geração. Uma aula musical.

Logo ao lado, os sons mais rápidos e industriais tomavam conta do Generator. O templo do techno no DGTL, cheio do começo ao fim, nos presentou com a apresentação impactante de Klangkuenstler, enquanto Murphy mostrava o motivo de ser uma das lendas brasileiras da dance music. SPFDJ fez o que melhor sabe fazer e preparou o terreno para I Hate Models, que de forma misteriosa e vibrante, encerrou a programação do lugar.

DGTL São Paulo

SPFDJ | Foto: @guilhermeoliveira85

No Modular foi aonde as melodias se encontravam. Melanie Ribbe nos transportou para Ibiza e nos mostrou toda sua bagagem musical. Jan Blomqvist foi capaz de arrancar lágrimas de muitos que ali estavam e o duo Binaryh sagrou-se como os embaixadores do techno melódico no Brasil. Innellea nos fez flutuar na mais alta nuvem, num set que precedeu a mudança de chave do palco. O que era bom, ficou ainda melhor.

Renato Ratier fez as honras e iniciou a transição perfeita. Len Faki deu sequência e trouxe uma potência que o Modular ainda não havia presenciado. Seus BPMs mais rápidos eram capazes de fazer qualquer um pular. Quando Amelie Lens subiu, o nível de euforia aumentou ainda mais e com toda a sua delicadeza, contrapondo sua música agressiva, ela fechou com chave de ouro aquela noite que poderia nunca ter fim.

Amelie Lens

Amelie Lens | Foto: @stpdenilsonphoto

Após tantos anos de espera, o DGTL conseguiu cumprir sua missão. Num evento que beirou a perfeição, foi difícil encontrar algo que pudesse desabonar uma noite mágica daquelas. Da entrada até a saída, todos os detalhes foram pensados para a melhor experiência. A parte ruim de tudo isso, é ter que esperar um ano inteiro até nosso próximo encontro. Obrigado, DGTL, por ser e excelência em forma de festival.

Confira cobertura completa nos destaques do nosso Instagram.

Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Trance para amar e Techno para dançar, com uma taça de Gin para acompanhar. Onde é o after?

FACEBOOK

PLAY!

Leia Também:

Agenda

O DJ e multi-instrumentista suíço Jimi Jules estreia temporada de grandes aberturas no Caos, em Campinas. Comentários

Via UnderGROUND

A faixa, ‘Illuminated’, faz parte do recente álbum de Majoness, “Call to Papito”, e foi gravado com um celular. Assista agora. por Rodrigo Airaf...

Via UnderGROUND

Rene e Camila, do Binaryh, receberam o convite para estrear em Ibiza, ao lado de alguns dos maiores nomes do techno mundial. Comentários

Via UnderGROUND

A holandesa Clone Distribution encerrou contrato com a Trip Recordings, de Nina Kraviz, devido suas possíveis saídas Pró-Putin. Comentários

Publicidade

Beat for Beat © 2020 | CNPJ 16.853.408/0001-46 | (11) 98602-8789