fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Entrevista

Entrevistamos: Martin Garrix

NoÀs vésperas do retorno do Lollapalooza ao Brasil, entrevistamos um dos headliners da dance music mais aguardados do festival, Martin Garrix.

Nascido em 96, o produtor musical holandês Martijn Gerard Garritsen, com certeza é um dos expoentes da música eletrônica mundial nestes novos tempos. Martin Garrix assinou seu primeiro contrato com a Spinnin’ Records, maior gravadora da dance music no mundo, quanto ainda tinha menos de 18 anos. Após seu maior sucesso, ‘Animals‘, sua carreira recebeu um dos mais exponenciais crescimentos já vistos entre os DJs de progressive house, seu gênero musical.

Com apenas 17 anos, Martin já alcançava grandes colocações no ranking Top 100 da DJ Mag, mas s3ua primeira colocação veio nos anos de 2016 a 2018. Hoje o DJ está por trás de sua gravadora, STMPD, além de nos presentear sempre com novas faixas, seja como o próprio, ou com seus novos pseudônimos, YTRAM e AREA21. Confira nossa entrevista pré Lollapalooza Brasil com Martin Garrix:

Beat for Beat – Olá Martin, gostaríamos de agradecer esta oportunidade em conversar com você neste momento de carreira. Desde quando você estourou com ‘Animals‘, muita coisa mudou, não só no mundo, mas também em você, certo? Qual foi o presente que o seu amadurecimento trouxe para você?

Martin Garrix – Amadureci muito ao longo dos anos, mas ao mesmo tempo ainda sou a mesma pessoa que era há alguns anos. Sou grato aos amigos e familiares ao meu redor, que garantem que eu permaneça com os pés no chão.

Martin Garrix

A EDM, ou música mainstage, tem mudado muito com o passar dos anos, desde o declínio do Big Room ao retorno de produções de gêneros clássicos como o techno, tem invadido os palcos de todo o mundo, como você enxerga todo esse aspecto musical dentro de suas últimas produções?

Martin Garrix – A música está sempre evoluindo e os sons vêm e vão. Posso me inspirar em todos os tipos de música, não importa o gênero e, portanto, também tento não me limitar a criar música em um determinado gênero.

Nos últimos dois anos, pude passar muito tempo no estúdio, muito mais do que o habitual, o que me permitiu desbloquear uma nova gama de minha criatividade. Eu experimentei muito com novos estilos, que também resultaram em alguns sons diferentes.

O progressive house tem ganhado força em cenas undergrounds. Alguns artistas como Nicky Romero, Oliver Heldens e Tiesto, incluindo você, com o projeto Ytram. Como surgiu esse desejo de apreciar novas sonoridades?

Martin Garrix – Adoro experimentar novos sons e os alias são perfeitos para lançar músicas que eu não necessariamente lançaria como Martin Garrix.

Martin Garrix

Desde 2016 você possui uma parceria com Maejor no projeto AREA21. Recentemente vocês lançaram um grande álbum, o “Greatest Hits vol. 1”. Como funciona o processo criativo entre você e Maejor? Existe alguma track favorita em tantas boas produções?

Martin Garrix – O processo colaborativo entre nós tem sido muito mútuo e criar este álbum foi uma alegria pura. Maejor também é um produtor incrível além de rapper, cantor e compositor. Então, sempre que eu estava preso em alguma coisa, eu podia enviar o projeto para ele e ele fazia o que queria. Ou o contrário,  sempre que ele tinha uma ideia, ele podia me enviar uma produção mais crua e eu lapidava mais ainda.

Adoramos escrever músicas e melodias juntos. Tudo parecia muito orgânico e, o mais importante, divertido. ‘All I Need‘ é definitivamente uma das minhas faixas favoritas do álbum.

Ficar longe dos fãs por muito tempo certamente foi difícil para a maioria dos artistas. Como você vê seu relacionamento com eles e como você nutre esse relacionamento, mesmo que virtualmente?

Martin Garrix – Eu realmente senti falta de poder ver meus fãs e me apresentar ao vivo. Felizmente, temos redes sociais hoje em dia, o que torna mais fácil manter contato com meus fãs e me comunicar diretamente com eles.

Também fiz algumas lives para ainda tentar trazer alegria a todos durante o período de pandemia. Isso ajudou bastante.

Seus fãs no Brasil te esperam ansiosamente para revê-lo, você tem algum grande momento que viveu aqui no Brasil na sua memória afetiva? Pode contar um grande momento para gente?

Martin Garrix – A última vez que toquei no Lollapalooza Brasil foi definitivamente um dos melhores shows de todos os tempos, o público brasileiro sempre me faz sentir muito bem-vindo.

Martin Garrix

O que podemos esperar de Martin Garrix no Lollapalooza Brasil? Nos vemos no Lolla! Obrigado!

Martin Garrix – Um show de alta energia e muita música nova! Obrigado!

Comentários

Editores do Beat for Beat. Apaixonados pela música, pela pista e uma boa taça de gin.

FACEBOOK

PLAY!

Leia Também:

Agenda

O DJ e multi-instrumentista suíço Jimi Jules estreia temporada de grandes aberturas no Caos, em Campinas. Comentários

Via UnderGROUND

A faixa, ‘Illuminated’, faz parte do recente álbum de Majoness, “Call to Papito”, e foi gravado com um celular. Assista agora. por Rodrigo Airaf...

Via UnderGROUND

Rene e Camila, do Binaryh, receberam o convite para estrear em Ibiza, ao lado de alguns dos maiores nomes do techno mundial. Comentários

Via UnderGROUND

A holandesa Clone Distribution encerrou contrato com a Trip Recordings, de Nina Kraviz, devido suas possíveis saídas Pró-Putin. Comentários

Publicidade

Beat for Beat © 2020 | CNPJ 16.853.408/0001-46 | (11) 98602-8789