fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Entrevista

Entrevistamos: Mau Mau e Etcetera no The Town

Mau Mau e Etecetera uniram-se a um tributo à house music paulistana no último dia de The Town. Confira nossa entrevista na íntegra.

Etcetera

Mau Mau e Etcetera no The Town (Por I Hate Flash, 2023)

A cena underground de São Paulo sempre se destacou mundialmente por sua familiarizada mistura de essências, classes, povos, raças e também de gerações. Não seria diferente na house music, pelo envolvimento de grandes artistas brasileiros desde sua criação. Na primeira edição do The Town, maior festival de música de São Paulo, o gênero foi reverenciado através do palco New Dance Order, recebendo em seu último duas pontas: Mau Mau, um dos pioneiros da house music do circuito underground de São Paulo e Etcetera, atual revelação do house music que já caminha pelos rumos de uma grande artista.

Mau Mau, com uma bagagem de exatos 36 anos de carreira, iniciou sua experiência na mixagem no Madame Satã, lendário club da cena paulistana que acoplava o melhor da música nos anos 80. De turnês mundiais, passando pelos principais países europeus e americanos, tocando nos maiores eventos dedicados ao house pelo planeta, Mau Mau fez a história para que a jovem Etcetera pudesse caminhar com seus brilhantes passos.

Etcetera despontou no underground brasileiro com uma pesquisa de House e Disco e nos looks fabulosos da sua arte drag. Seu extenso e respeitado repertório no gênero lhe cedeu espaço para gigs nas principais festas LGBTQIAPN+ na maior cidade do país, Tantsa, Cardume, Kevin, Tokka, apenas para citar algumas.

Conversamos com ambos sobre suas principais trocas em uma homenagem do festival à house music de São Paulo:

Etcetera

Mau Mau e Etcetera (Por I Hate Flash)

Beat for Beat – Primeiro, para começar, gostaríamos de saber como é que surgiu o convite e a oportunidade de tocar no The Town e fazer esse back-to-back incrível?

Mau Mau – Bom, no meu caso foi através da agência mesmo. Nós fazemos parte da mesma agência, que é a SmartBiz, e o Fernando Moreno, que é quem cuida da nossa agenda, me fez o convite, falou que tava pensando em fazer umas coisas diferentes e falou da Etcetera. que eu não conhecia, aí fui atrás pra pesquisar e conhecer.

Etcetera – Pra mim foi da mesma forma, pela agência, através do Fê. E foi uma surpresa muito boa ser um back-to-back com o Mau, acho que ficou muito legal, assim como, o encontro de gerações, ele representa tudo que eu quero carregar hoje junto, sempre acompanhei, então deixou tudo mais forte, mais impactante.

 

B4B – Vocês até citaram agora o encontro de gerações, vocês dois são mestres da discotecagem, curadores da house music, e são de gerações diferentes. E como é que foi esse encontro no b2b também? Vocês prepararam alguma coisa antes do set? Vocês vieram mais de uma forma mais leve, sem muito planejamento?

Mau Mau – Inicialmente a gente teve o encontro para conversar um pouco, discutir justamente isso, e na verdade a é música tão universal, tão globalizada, que não teve grandes problemas. Porque a gente já tinha uma noção de que, o que eu passei na reunião que a gente teve, que é um warm-up, as pessoas estão chegando na festa, então vamos fazer um som mais house, uma coisa mais para ir esquentando. Claro que depois a gente deu uma subidinha, porque já tinha mais pessoas,  mas foi bem tranquilo.

Etcetera – É, eu acho que inclusive o que mais a gente tentou combinar dentro de horários e tudo, foi o que não aconteceu. Foi muito no feeling dos dois. Eu amei que no nosso primeiro papo eu falei: “eu tenho mania de levar, três vezes mais em tempo o número de músicas do que daria pra tocar e ir se guiando” e ele faz da mesma forma, porque quando a gente se encontrou era pra entender se ele desenhava mais o set. Eu acho que isso facilitou, porque os dois seguem o feeling da pista e o que quer tocar, e foi maravilhoso, acho que saiu muito melhor do que se a gente tivesse planejado mais.

Mau Mau – É, eu sempre prefiro fazer set assim, vendo o que está acontecendo na hora e desenvolvendo.

Etcetera – Foi mara que ele me passou muito essa noção de lembrar: “Etcetera, a gente toca às três da tarde” porque senão eu já tinha chegado na bicuda.

Mau Mau – É, chegando lá, chutando tudo.  Foi só o briefing que eu fiz, porque como as pessoas estão chegando, acho que é melhor começar com uma coisa mais calma, tanto é que a primeira música que eu coloquei era um som quase ambiente, não tinha batidão, para, ir criando um clima e, de repente, a introdução chegar.

Etcetera – E um briefing desse jeito de Mau Mau, né? A gente segue (risos)

Mau Mau – E foi ótima a experiência, foi muito bacana.

Etcetera

Etcetera no The Town (I Hate Flash, 2023)

B4BAinda falando sobre essas duas gerações, vocês dois são da cena underground de São Paulo, que hoje é uma das maiores do mundo e está sendo homenageada nesse festival de uma forma linda, que é o palco NDO (New Dance Order). E como é que vocês analisam, tanto você, MauMau, que está há anos na cena, quanto você Etcetera, que está começando agora, como é que vocês fazem essa análise da cena underground paulistana?

Etcetera – Nossa, eu fico muito feliz de estar vivendo esse momento. Eu sempre falei, a minha paixão com house é muito do clássico, ali, 90. Tinha muito costume de falar que eu queria ter a idade de hoje ali em 95, 97. Mas pensar em tudo que eu consigo acessar hoje,  que muito provavelmente a minha forma não acessaria lá atrás, é muito incrível, porque, de fato, eu consigo ver a história do house concretizada em representatividade. Óbvio que é um caminho muito árduo a seguir ainda, a gente tem muito o que desconstruir nas pessoas e tudo mais, mas está incrível, sério. É muito maravilhoso você ver a diversidade presente em tudo, na pista, no palco, está muito foda.

Mau Mau – Quando eu comecei, era completamente diferente do que é hoje, em todos os sentidos, desde a pesquisa musical, a maneira de tocar, o equipamento, o comportamento das pessoas, os guetos, que antigamente eram muito mais guetos do que hoje. E essa revolução toda, todo esse momento que foi se transformando até chegar no que está hoje, e poder ter acompanhado isso, é muito interessante para mim, é uma experiência de vida incrível, para ver todo o procedimento, tudo o que aconteceu, e, de repente, a gente está no The Town. Depois de anos, a gente está aqui nesse festival gigante, já considerado um dos maiores de São Paulo, e fazer parte de tudo isso, depois de tanto tempo de profissão, para mim é super gratificante, porque você conseguir chegar em uma posição de destaque é difícil, mas você se manter nela é muito mais difícil. Então eu só tenho a agradecer, porque até hoje eu sempre trabalhei com o que gosto, e isso é um privilégio, não é qualquer um que pode trabalhar com o que gosta, acaba não sendo nem um trabalho, é uma diversão. E estar aqui do lado de um jovem talento que está começando, e a gente se introduz super bem, é isso, é a música, é a música que faz isso, é a união das pessoas, e é para isso que a gente toca, para unir, para juntar todo mundo.

B4B- Obrigado pela entrevista gente!

Etcetera

Mau Mau e Etcetera (I Hate Flash, 2023)

Pós graduado em comunicação e marketing digital pela Universidade Belas Artes de São Paulo. DJ, produtor de eventos, PR, poeta e workaholic. Amante de um bom som, um por do sol e uma boa taça de gin tônica.

Leia Também:

Mainstage

Com três datas e três temas diferentes confirmados, a festa espanhola elrow retorna ao Ushuaïa Ibiza neste próximo verão. Conheça as datas. Uma das...

Lançamentos

Lançando pela gigante Lost In Dreams Records, o artista estadunidense, Xavi, nos apresenta ao seu novo single, ‘Spitfire’, já disponível. A Lost In Dreams...

Editorial

Retornando para mais uma edição em São Paulo, o C6 Fest receberá grandes nomes e por isso, selecionamos 5 que você precisa conhecer. Confira!...

Lançamentos

‘A Capo’ é uma verdadeira explosão de energia e criatividade, apresentando os elementos distintivos do estilo único de Chelina Manuhutu. Escute. A talentosa produtora...

Publicidade

Beat for Beat © 2020 | CNPJ 16.853.408/0001-46 | +55 (11) 95973-5793