fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Descubra

Descubra: KeeQ

Crescendo em um ritmo impressionante, KeeQ está se tornando um nome da Tech House para ficar de olho. Ele conversou com a gente.

KeeQ

Imagine-se com pouco mais de dois anos de carreira e algumas conquistas notórias, como os suportes de Solomun, John Summit, Danny Howard, Black Coffee, Hernan Cattaneo, DIPLO, além de ter sua música tocada na BBC Radio 1 de Pete Tong, ou até mesmo estar no lineup de eventos que têm como headliners Carl Cox ou Fatboy Slim. Pode parecer um pouco irreal, mas esse é exatamente o momento em que o DJ e produtor inglês KeeQ, que colecionou conquistas impressionantes em um período muito curto de tempo… O segredo? Quem sabe descobriremos nesta nova entrevista do Descubra, aproveitando o recém-lançado lançamento do artista pela Adesso Music, ‘Such A Loneliness‘. Dê o play e confira o bate-papo.

Beat for Beat – KeeQ, obrigado por aceitar esta entrevista para nossa coluna DISCOVERY. Pelo que vimos, sua carreira começou relativamente cedo, em 2021, mas com tantas conquistas no início, imaginamos que tenha formação em música… pode nos contar sobre seu início na música eletrônica?

KeeQ – Obrigado por me receber. Sim, eu tinha um histórico musical antes do meu pseudônimo KeeQ. Comecei a trabalhar como DJ e a produzir há mais de vinte anos e estive ativo na cena por cerca de dez anos. Depois, tive um hiato de dez anos, mas agora estou de volta 😉

B4B – Outro fator importante, pelo que pudemos perceber, foram as conexões feitas ao longo do caminho. Logo em seu primeiro lançamento como KeeQ, você foi incluído no catálogo da Circus Recordings de Yousef, que deu amplo apoio às suas faixas. Como surgiu essa parceria?

KeeQ – Sem dúvida. É tudo uma questão de contatos e networking. No entanto, antes de entrar em contato com Yousef, meu objetivo era garantir um lançamento na Circus, pois adoro a produção deles e senti que poderia ser um ótimo lugar para alguns dos meus lançamentos. Felizmente para mim, um amigo em comum meu e de Yousef nos colocou em contato. Tem sido uma ótima gravadora para se associar.

B4B – Além da Circus, você conquistou outros selos, como Toolroom, Saved Records, Abracadabra, Hurry Up Slowly e agora Adesso Music. Qual é o segredo por trás de tantas aprovações?

KeeQ – Acho que o mais importante é ter um bom produto em sua música e, ao mesmo tempo, entender se uma faixa específica seria adequada para determinadas gravadoras. Uma vez que você tenha um objetivo sobre onde gostaria que uma faixa fosse posicionada e seja realista, tudo volta aos contatos e ao networking. Grande parte da minha rede de contatos tem sido rastrear DJs de alto nível que tocam e apoiam meu som e, em seguida, fazer contato. É muito simples, mas acho importante ser consistente, mas também atacar enquanto o ferro (ou sua faixa) está quente.

B4B – Conte-nos mais sobre esse último single, ‘Such a Loneliness’. Achamos que ele reflete bem a identidade do seu som, pois é até um pouco difícil defini-lo em um único estilo… concorda?

KeeQ – Eu gosto disso! E sim, acho que isso engloba meu som, pois gosto de combinar loops vocais, groovy drums, com construções e quedas; tudo isso é encontrado em Such A Loneliness.

B4B – Há alguns meses você pode tocar em eventos importantes ao lado de nomes como Carl Cox e Fatboy Slim… além de um sonho realizado, como foram essas experiências? Certamente foram referências para você, certo?

KeeQ – É ótimo tocar ao lado de artistas que admiro há décadas. Carl Cox e Fatboy são dois artistas que admiro desde a adolescência. Por isso, ser convidado para tocar em seus lineups em minha cidade natal foi um momento de balde de água fria. Especialmente porque eu estava em Brighton Beach para o famoso Fatboy Big Beach Boutique 2, como um adolescente acima do peso, bem na frente.

B4B – Você acha que estar no Reino Unido o ajudou a abrir portas na música eletrônica?

KeeQ – Não tenho certeza. Acredito que o Reino Unido tenha sua própria cena, o que é bom, e provavelmente estamos acima de nosso peso na música com base na população, o que pode ajudar, talvez eu não tenha percebido esses benefícios. Em última análise, acredito que a música deve falar por si mesma.

B4B – Por fim, que outras notícias podemos esperar de vocês no segundo semestre do ano? O que você já pode nos dizer? Muito obrigado!

KeeQ – Espero que a segunda metade do ano seja bem movimentada. Tenho um EP de três faixas a ser lançado com Danny Serrano pela Circus Recordings, o que é empolgante. Depois da minha colaboração com Blondish, estamos trabalhando em outra colaboração. Também estou finalizando o lançamento de uma única faixa pelo selo ‘Shen’, de Franky Wahs.

Também há planos para minha própria marca, que se chamará SneeQ. A marca fará lançamentos regulares, já assinei duas faixas, mas também organizará festas secretas em locais incomuns.

Siga KeeQ no Instagram.

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Trance para amar e Techno para dançar, com uma taça de Gin para acompanhar. Onde é o after?

Leia Também:

Via UnderGROUND

Uma das festas mais renomadas do mundo, a Music On de Marco Carola, desembarca na capital paulista no dia 2 de novembro. Saiba mais....

Tech

Relembre agora, os principais marcos entres artistas, faixas, álbuns e playlists mais escutados no Spotify desde 2014. Maio marca 10 anos desde o lançamento oficial do Spotify no...

Editorial

Após uma nova edição no Las Vegas Motor Speedway, confira os melhores sets do Electric Daisy Carnival – EDC Las Vegas 2024. A Insomniac,...

Lançamentos

Gome, duo de DJs e produtores de Harmburgo que tem ganhado destaque entre os amantes da música house, lançam novo single “Get Me Love”....

Publicidade

Beat for Beat © 2020 | CNPJ 16.853.408/0001-46 | +55 (11) 95973-5793