fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Review

Lollapalooza Brasil, com lama, mas de corpo e alma lavados

Sob nova direção, o Lollapalooza Brasil entregou mais uma belíssima edição e nem mesmo a lama foi capaz de tirar o brilho das apresentações.

Lollapalooza Brasil

Foto: Flashbang

Mais um Lollapalooza Brasil se foi e com ele, sentimentos mistos transbordaram em todos os frequentadores do festival. Desde o incomodo gerado pela lama e a irritação pela chuva que se fez presente por toda a sexta; inquietação pelas filas gigantescas para participar de ativações; a sensação de alma lavada (e corpo também), ao vermos shows apoteóticos. O dever foi cumprido, sem muitas novidades, mas com bastante excelência.

Reclamar do Autódromo, como muitos fazem, é ser um tanto quanto redundante. Não é exclusividade do Lolla o problema com lama, por exemplo, mas que outro espaço da cidade conseguiria comportar cerca de 100 mil pessoas por dia? A distribuição dos palcos, a área das ativações, até os novos banheiros, tudo foi pensado de uma forma para tornar a experiência cada vez mais confortável e assim foi. Com exceção dos shows principais, era possível transitar sem problemas, sem nenhuma complicação.

Lollapalooza Brasil

Palco Budweiser | Foto: Flashbang

Presenciar o espetáculo realizado por The Offspring; assistir ao tão aguardado show do Blink 182; ver The Blaze fazer um show quase intimista; ouvir a voz impactante e contagiante de Hozier; Sentir o corpo vibrar ao som de Thirty Seconds to Mars e nos emocionar ao som de Titãs, fez deste Lollapalooza uma edição especial. Pela primeira vez, nossa redação se rendeu aos outros palcos e experimentou uma versão diferente dos festivais que estamos habituados.

Mas como bons clubbers que somos, o palco Perry’s não ficaria de fora da nossa lista. Repaginado, mais bonito, o palco recebeu Mila Journée, que dominou a pista com extrema elegância, enquanto Kittin veio com os dois pé na porta, fazendo o novo palco tremer. Sarah Stenzel e Curol mostraram uma curadoria musical impecável, e os veteranos Above & Beyond levaram melodias, visuais e suas tradicionais mensagens, a um público menor do que esperado, mas entregue de corpo e alma.

Palco Perry’s | Foto: Beat for Beat

Não é de hoje que falamos sobre o Lollapalooza Brasil ser um dos nossos festivais favoritos. Perceber que mudança de organização trouxe melhorias na execução do evento, mostra que ele tem força para manter-se no topo da lista de melhores do país. Que a chuva possa dar uma trégua nos próximos anos, pois estaremos lá, com ou sem lama.

Veja nossa cobertura nos destaques do Instagram.

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Trance para amar e Techno para dançar, com uma taça de Gin para acompanhar. Onde é o after?

Leia Também:

Lançamentos

Lançada pela Namata, a faixa ‘Nectar’, de Majoness e Gabriel Evoke, tem o swing do Jackin’ House com o groove do Minimal Deep Tech....

Lançamentos

Criando uma fusão cativante de música clássica e eletrônica moderna, Freedrive apresenta seu primeiro single, ‘Objective’. Escute agora. A inovadora dupla Freedrive, composta por...

Agenda

Dando sequência a uma programação de grandes estreias internacionais em Minas Gerais, o Club415 se prepara para mais uma noite histórica. No dia 14...

Lançamentos

Com suas melodias hipnóticas, ritmos vibrantes e uma energia avassaladora, Solaire apresenta seu mais novo single, ‘Mechanical Emotion’. Diretamente de Belo Horizonte, o talentoso...

Publicidade

Beat for Beat © 2020 | CNPJ 16.853.408/0001-46 | +55 (11) 95973-5793