fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Via UnderGROUND

Falamos com Bervon sobre sua nova festa, Overdrive_72

Conversamos com o DJ e produtor Bervon sobre seu novo empreendimento, a festa Overdrive_72. Conheça os detalhes.

Bervon

Bervon

por Rodrigo Airaf

Há algo em comum entre muitos artistas se pensarmos em uma linha do tempo natural de conquistas e de participação no cenário da música eletrônica. No geral é assim: o artista sucede-se como DJ, produtor ou os dois; depois, faz a manutenção de sua identidade sonora e cria autoridade como artista; em seguida, após amontoar conhecimento e experiência, cria seu hub como curador, seja com a criação de um selo, label party ou o que quer que combine com esta área.

Chegou a hora, então, do curitibano Bervon ampliar seu escopo produtivo. Passada sua gênese na dance music e sua consequente ascensão, um dos novos expoentes dos beats pulsantes do Techno encabeça um novo projeto, a Overdrive_72. A promessa inicial é de ser um hub de produção de eventos e divulgação de conteúdo artístico, tudo pensado para mover o ouvinte, de uma forma ou de outra. Para isto, Bervon uniu-se a alguns parceiros, nomes que muitos de nós já conhecemos no cenário e que indicam que aí vem coisa boa deste núcleo. São eles Moha Kultra, Louis G, Nassur e Nati M

Para entender o projeto mais a fundo, conversamos com o artista. 

B4B– Oi, Bervon! A inspiração conceitual do projeto são os games… toda a galera envolvida é fissurada nisso? Como se deu a criação do projeto e a união entre os seus co-pilotos?

Bervon: O projeto foi iniciado com o objetivo de criar algo original. A realização de eventos é sempre complicada de se fazer em um sentido geral, principalmente em qual experiência você tem de expectativa a ser gerada no consumidor. O primeiro momento que senti o chamado para entrar para a cena da música foi no palco do D-Edge, na Tribatech 2015, naquele momento descobri que queria me tornar um artista. 

No Welcome To The Future Festival, em Amsterdam, 2018, tive um segundo chamado que me influenciou a mudar como artista, e no Carnaval de 2020, no D-Edge, tive meu terceiro chamado que mudou ainda mais a minha cabeça. Esses 3 pontos foram cruciais para minha evolução e na escolha do caminho que quero trilhar.

O meu objetivo com a realização de eventos é trazer essas e diversas outras influências na vida das pessoas. Todos nós sabemos que cada projeto tem seu objetivo, tem seu potencial e sua experiência. A Overdrive nasceu com o objetivo de trazer tudo isso, mas de uma forma jamais vista e ainda mais tocante. Estou tendo o prazer de realizar tudo isso ao lado de pessoas que já admirava como o Moha, que me ensinou coisas importantes e fez milhares de eventos que fui, assim como a Nati e o Nassur, que também sempre tive um bom relacionamento.

B4B – A ideia do projeto é ser itinerante, certo? Vocês já têm mais cidades em mente para a continuidade dos eventos? 

Temos algumas no planejamento, mas nada definido. A Overdrive vai trazer diferentes experiências para o público, então pela diversidade ela pode facilmente ser abraçada por muitos públicos de muitas cidades.

B4B – Vocês divulgaram o projeto como “Overdrive_72 é um universo que se abre, no mundo físico e digital, para criar pontos de encontro entre a cultura gamer e a cena eletrônica”. Como podemos compreender este universo, como mencionado?

Na vida, todos nós temos uma escapatória do dia-a-dia, do mundo real. Às vezes precisamos ter nossos hobbies para se distrair do mundo, precisamos disso para melhorar nossa saúde. Algumas pessoas fazem esportes, exercício físicos e mentais, nós temos a música e muitas pessoas tem os games, filmes e livros. Foi nessa linha de raciocínio que chegamos a conclusão que essas duas culturas não estão longes, elas estão conectadas, e queremos unir ainda mais. Portanto, é um universo que se abre, acolhendo outros.

B4B – O quão permissivo será o conceito musical do projeto? Serão várias facetas do Techno mesmo ou terá um foco específico? 

Na verdade, são diferentes estilos abordados. Cada festa tem um conceito no sentido de apresentação como temática do evento, com isso o estilo de som, então não vai ser só Techno que vamos realizar.

B4B – De que maneira pensam em integrar a plataforma de conteúdo aos eventos? Pode ser entendido que os talentos divulgados no online serão reverberados presencialmente? 

Com certeza, queremos criar tanto conteúdo apresentando o trabalho dos artistas como trazer eles para apresentação em nossos eventos. 

B4B – Sobre a união da Overdrive_72 com a tecnologia visual e com os games: o que podemos esperar desta tríade dentro dos rolês? 

Algo jamais visto na produção de eventos.

Bervon está no Instagram.

Comentários

Publicitário, gerente de imprensa na Beats n’ Lights. A informação transforma, a verdade conecta, as palavras voam e a música liberta.

FACEBOOK

PLAY!

Leia Também:

Agenda

O DJ e multi-instrumentista suíço Jimi Jules estreia temporada de grandes aberturas no Caos, em Campinas. Comentários

Via UnderGROUND

A faixa, ‘Illuminated’, faz parte do recente álbum de Majoness, “Call to Papito”, e foi gravado com um celular. Assista agora. por Rodrigo Airaf...

Via UnderGROUND

Rene e Camila, do Binaryh, receberam o convite para estrear em Ibiza, ao lado de alguns dos maiores nomes do techno mundial. Comentários

Via UnderGROUND

A holandesa Clone Distribution encerrou contrato com a Trip Recordings, de Nina Kraviz, devido suas possíveis saídas Pró-Putin. Comentários

Publicidade

Beat for Beat © 2020 | CNPJ 16.853.408/0001-46 | (11) 98602-8789