10 shows imperdíveis do Lollapalooza Brasil 2019

Nossos editores separaram 10 shows imperdíveis para você que vai curtir a próxima edição do Lollapalooza Brasil em São Paulo. Conheça a seleção.

Lollapalooza

Está perdido entre tantas opções de grandes shows no Lollapalooza Brasil? Calma, nós vamos te ajudar. Separamos 10 shows imperdíveis dentro do Lolla. O critério? Emoção. Seja sob o comando de clássicos ou de lançamentos da semana, seja de grandes nomes ou de revelações, tais shows com certeza serão históricos para a história da marca no Brasil.

Confira os indicados pelos nossos editores logo abaixo:

1. Tiësto
Sem via de dúvidas, se você gosta nem que seja apenas um pouco de música eletrônica, vai respeitar a carreira extraordinária desse holandês. Tiësto já foi considerado o melhor DJ do mundo pelo top 100 da DJ Magazine, bem como pelo IDMA da Winter Music Conference. O produtor que é considerado uma lenda dentro do trance com os clássicos ‘Silence’ e ‘Adagio for Stings’, hoje levanta a bandeira do deep house e do big room. Seu maior sucesso atual é ‘Jackie Chan’:

2. ZHU
Uma dos artistas mais aguardados para quem ama uma dance music conceitual, Steven Zhu, ou apenas ZHU para seu público, permaneceu anônimo durante muito tempo de sua carreira, sendo evidenciado apenas pelo seu grande trabalho autoral. Seu último álbum, ‘Generationwhy’ já permaneceu em primeira colocação no top dance da billboard.

3. Fisher
Revelação das pistas, Fisher já é conhecido mundialmente por suas tracks de house music bem animadas, mas foi com ‘Losing It’, que ele alcançou seu tão aguardado sucesso mundial. Fisher foi premiado pelo nosso Beat Awards nas categorias ‘Melhor Artista Internacional Underground’ e ‘Track do Ano’.

4. ODESZA
A dupla de americanos que compõe o projeto ODESZA são audaciosos em suas produções de ponta. Harrison Mills e Clayton Knight se destacaram no cenário mainstream ao mesclar a música indie e a música pop com batidas de trap e future bass. Entre seus últimos sucessos estão ‘line of Sight’ e ‘Say my Name’.

5. Steve Aoki
Preparem os bolos que Steve Aoki está chegando. O americano reconhecido no electro e no big room, dono da gravadora Dim Mak, ocupa hoje a nona posição dentro dos Top 100 da DJ Mag. Além de vários EPs, singles e remixes, o documentário de Aoki de 2013, Netflix Originals, I’ll Sleep When I’m Dead, capta sua carreira até hoje e narra sua educação familiar, vida pessoal e sua longa carreira, desde um empreendedor até o palco principal como super estrela. Coletivamente, a música de Aoki acumulou 1,5 bilhão de transmissões no Spotify, com mais 2 bilhões de transmissões de músicas no YouTube.

6. Dimitri Vegas & Like
Os residentes do Tomorrowland também estarão no Lollapalooza. os belgas foram o primeiro duo a ganhar a coroa do DJ número 1 do mundo no prestigiado DJ Mag Top 100 DJs Poll em 2015. Reconhecidos mundialmente por seus sets de referência no maior festival de dance music do mundo, Dimitri e seu irmão também possuem o show de arena “Bringing the Madness” e uma residência em Ibiza com a festa “Garden of Madness”.

7.GTA
Os sets da dupla GTA são uma estrada de duas mãos. Do hip hop ao electro, a dupla passa até por tracks inesperadas de rock e R&B. O estilo all-inclusive do GTA é melhor exemplificado em suas mixagens “Morte aos gêneros”, que resistem à classificação e, em vez disso, buscam o máximo de energia, porque para eles o importante é dançar sem preconceitos.

8. RÜFÜS DU SOL
O trio australiano, conhecido anteriormente como RÜFÜS, venceu o mundo com dois álbuns de platina, ATLAS e Bloom, com um terceiro muito aguardado no caminho, o último lançamento Solace. Agora residindo em Los Angeles, a RÜFÜS DU SOL passou o ano passado terminando seu terceiro álbum, em grande parte influenciado pelas paisagens desérticas da Califórnia e suas experiências na estrada. Seu maior sucesso, ‘Innerbloom’, já foi remixado por diversos artistas renomados pelo planeta.

9. RL Grime
O produtor RL Grime se destacou em solo americano principalmente pela potente força de seus shows ao vivo. Com suas produções permeando entre o bass e o trap e com apenas 1 álbum lançado, RL atingiu mais de 100 milhões de plays em suas canções, elogios e capas de revistas, rapidamente se tornando um dos queridinhos da dance music. Aos 25 anos de idade, com seu próximo LP a caminho, ele está prestes a se tornar um nome familiar para a cena mundial mainstream.

10. Don Diablo
O holandês Don Diablo ficou conhecido mundialmente pelo seu som eclético e inspirado nas batidas do future house. Atualmente na 11ª posição do ranking do DJ Mag Top 100 Poll – tornando-o o artista com maior colocação na categoria Future House – Don recebeu elogios de talentos e formadores de opinião em todo o mundo por grandes sucessos como ‘On My Mind’, ‘Universe’. AnyTime,”Chemicals,”Cutting Shapes’e seu segundo álbum ‘FUTURE’, lançado no início de 2018.

Comentários

DJ, marketeiro, um caipira-paulistano. House e Groove pra dançar, Trance pra sonhar.