Descubra: Grigollo

Mais um grande talento vindo da cena gaúcha, o DJ e Produtor Grigollo é o novo personagem da coluna Descubra do Beat for Beat.

Grigollo é um DJ e produtor gaúcho baseado em Tapejara, pequena cidade com pouco mais de 20 mil habitantes na região de Passo Fundo. Por lá, definitivamente a música eletrônica não é uma tradição popular, mas Guilherme Grigollo tem lutado para mudar isso entre os mais jovens.

Além de conduzir dois projetos de festas, Insert e Do Sul, ele tem como grande objetivo exportar o nome da cidade para todo Brasil através de sua música. É nítido que as oportunidades e o espaço para um jovem artista que reside fora de uma capital são inferiores, mas Grigollo não se mostra muito preocupado com isso e segue trabalhando forte para conquistar seu lugar ao sol.

Nesse bate-papo exclusivo para nossa sessão Descubra, Gui fala com exclusividade sobre a cena de sua cidade, rotina de produção musical, festas, referências e muito mais. Confira na íntegra:

Beat for Beat – Olá, Grigollo! Tudo bem? Cada vez mais cedo percebo que artistas jovens como você estão se desenvolvendo em uma posição de destaque dentro um determinado cenário. No seu caso, quando exatamente você decidiu que levaria a sério sua jornada na música eletrônica?
Grigollo – Fala, pessoal! É um prazer falar com vocês. Isso é verdade, nós jovens estamos nos envolvendo cada vez mais com a música eletrônica. Eu sempre quis ser DJ, sempre gostei muito de música. Em meados de 2015 conheci a música eletrônica e ai percebi a oportunidade de por meu sonho em prática.

B4B – Particularmente, não sei muito sobre a cena de Tapejara e até mesmo do Rio Grande do Sul como um todo. O que você destacaria nesse cenário? Como você se enxerga dentro dessa cena neste momento?
Grigollo – Para mim a cena eletrônica do Rio Grande do Sul é muito forte e está em constante crescimento. Se você fazer uma rápida pesquisa sobre os gringos que passaram por nosso estado em 2017 e até agora em 2018 irá se surpreender.  Eu destaco neste cenário a competência e o esforço dos organizadores de festas, pois é muito difícil fazer evento de música eletrônica fora dos grandes centros, como SP, por conta da logística. Também temos muitos DJs e produtores gaúchos de destaque em todo o Brasil e até mesmo no mundo.


Grigollo
Grigollo na Insert

B4B – Como tem sido sua rotina de produção musical nos últimos tempos? Ao seu ver, você tem conseguido desenvolver um perfil sonoro que te representa enquanto artista?
Grigollo – Eu intensifiquei a minha rotina de produção musical há mais ou menos 1 ano. Passo mais ou menos de 5 a 8 horas por dia no estúdio, seja estudando ou produzindo algo. Eu sou um cara meio que eclético, gosto de house, techno… não me prendo necessariamente a um único estilo. Porém minhas produções estão sendo voltadas mais para o deep house. Talvez seja porque faço muitos warm ups e esse é o estilo que eu gosto de tocar no inicio de uma noite. Penso que uma coisa puxa a outra.

B4B – Você é o responsável pela festa Insert, correto? Conta pra gente como esse projeto surgiu e quais são os próximos passos?
Grigollo – Correto. Na verdade quando o Insert surgiu eu estava na pista e dando os meus primeiros passos como DJ. Em setembro de 2016 surgiu o convite dos idealizadores do Insert para um warm up para Antonela Giampietro. A partir daí minhas apresentações no projeto foram frequentes e logo fui convidado para ser residente da casa e participar da curadoria. Hoje eu e mais dois amigos, Mateus Pietrobon e André Fontana, somos totalmente responsáveis pela festa, graças ao nosso grande amigo e dono do Pub SA que nos deu total liberdade. A nossa próxima meta é tentar fazer as edições mais frequentes, sem esse longo prazo que temos atualmente de uma pra outra.

B4B – Atualmente, quais são suas grandes referências, dentro e fora da música?
Grigollo – Tony Robins é uma grande inspiração para mim e tem me ajudado a me tornar uma pessoa melhor e a dar uma alavancada na minha carreira, seguindo seus ensinamentos sobre estratégias e metas. Na música tenho várias referências e vou citar algumas: Madmotormiquel e vários outros artistas da URSL, Baez, Matthias Meyer, Dixon, Mano Le Tough e também alguns artistas nacionais como Gui Boratto, Aninha, Mau Maioli (e muitos outros). Sempre que vejo ou escuto algo deles tento tirar alguma informação e alguma coisa nova pra mim.

B4B – Gigs, novidades, lançamentos. Em quais projetos você está trabalhando para o futuro?
Grigollo – Ate o final do ano muita coisa boa está por vir, tanto na minha carreira como no Insert, tudo está sendo muito bem planejado. Em breve terei alguns lançamentos e um novo projeto para este verão aqui em Tapejara, onde vamos gravar DJs convidados aqui da região em áudio e vídeo e disponibilizar no YouTube, movimentando e agregando ainda mais a cena eletrônica da região.


Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Há vinte e tantos anos, embalado pelo Trance.