Entrevistamos: Ariel Merisio

Prestes a lançar novo EP pela Urban Soul, conversamos com o DJ e produtor de Santa Catarina, residente do Amazon Club, Ariel Merisio. Confira:

Ariel Merisio

A originalidade diz muito sobre um artista. Enquanto alguns optam por realizar um trabalho bem próximo de suas “referências musicais”, outros sabem do poder que tem a música feita com o coração, Ariel Merisio pode falar com propriedade sobre isso.

O DJ e produtor já está na estrada há alguns e produz sua música autoral desde 2013, tendo alcançado conquistas importantes ao longo dessa trajetória graças a sua dedicação total ao mundo da música. Nesta entrevista exclusiva com ele, falamos sobre os highlights de sua carreira, residência no prestigiado Amazon Club e, claro, sobre seu novo EP que será lançado pela Urban Soul. Confira e conheça mais Ariel:

Beat for Beat – Olá, Ariel! Tudo bem? Obrigado por conversar com a gente! Você está lançando um novo trabalho pela Urban Soul, mas vamos voltar um pouco no tempo… Por quê você decidiu começar a produzir música? Como foi esse contato inicial com a produção?

Ariel Merisio  Oi pessoal, tudo ótimo! É um prazer conversar com vocês. Sou produtor a pouco mais de seis anos, sempre fui apaixonado por música. Quando comecei a frequentar clubs pelo simples prazer de estar ali para ouvir músicas que não havia ouvido antes, eu senti que poderia de alguma forma contribuir com isso. Aos poucos a confiança e a coragem surgiram, junto com a oportunidade de uma viagem para a Europa, onde consegui comprar meus primeiros hardwares para iniciar nessa jornada.

B4B – Agora você já conta com um número expressivo de releases na carreira, com assinaturas recentes de Warung Recordings, LouLou Records e agora Urban Soul. O que representa ter seu trabalho apoiado por selos deste calibre? Você mira algo ainda maior ou prefere deixar as coisas acontecerem de forma mais natural?

Ariel Merisio – Posso dizer que é um vício [risos]. Sempre estou em busca constante de labels cada vez mais expressivas, mas mantendo o foco bem direcionado naquelas em que as minhas demos se encaixam. Meu sonho é ter um release pela Desolat, gravadora do Loco Dice, mas sei que neste momento minha música não corresponde ao briefing que eles procuram. Eu não consigo ouvir uma referência e seguir, eu preciso que música seja um processo natural e que represente o momento que estou vivendo.

B4B – Com seu novo EP mais um importante passo está sendo dado na sua carreira. Conta pra gente o que “Dead End” tem de mais especial? Como foi o processo criativo dele?

Ariel  Merisio– “Dead End” é uma daquelas ideias que fluíram naturalmente, eu me recordo que tinha acabado de adquirir um novo VST na Arturia, o CMI V, eu fiquei encantando com aqueles timbres, naquele momento eu sabia que conseguiria criar algo diferente. Outra faixa que compõe o EP é a ‘Soft Dark‘, essa é outra daquelas pérolas que saíram em poucas horas de estúdio. Essa faixa tem uma harmonia muito sutil entre o bassline e as linhas de atmosfera criadas pelo synth principal. Confesso que para bater esse papo com vocês, estou nesse momento ouvindo ela novamente, é de arrepiar.

B4B – Sabemos que, apesar do nome, o fim da linha ainda está longe para você. Quais novidades já podem ser adiantadas para os próximos meses?

Ariel Merisio – Meu foco nesse momento está voltado para estúdio, quero produzir cada vez mais músicas de qualidade, torcendo para que elas cheguem nas pessoas certas e que possam cada vez mais conquistar o público pelo mundo.

B4B – Você já recebeu o suporte de grandes artistas do cenário internacional, como Marco Carola e Stefano Noferini. Ver suas faixas rodando o mundo é uma das maiores alegrias de um produtor? O que te inspira neste campo artístico?

Ariel Merisio – O público. Minha inspiração é ver as pessoas felizes, sorrindo, dançando, sentindo aquela energia boa que carrego nos meus sets, nas minhas conversas, nas minhas músicas. O Fato de grandes artistas terem tocado minhas faixas é um reflexo de que meu objetivo de fazer música diferente, de qualidade e com alma foi alcançado.

B4B – Falando um pouco mais sobre sua carreira… junto com o tarter você trouxe o MODEL1 para o Brasil, um pioneirismo bem interessante. Você poderia contar um pouco mais sobre essa iniciativa de vocês dois?

Ariel Merisio – MODEL1 é um equipamento revolucionário, eu sinto que as pessoas ainda apresentam uma certa resistência, mas isso é natural, aos poucos cada vez mais artistas estão conhecendo todo o potencial existente e disponível no MODEL1.

Ariel Merisio Model 1
Ariel e Tarter com o MODEL1

B4B – Há alguns meses você conquistou sua residência na Amazon, com certeza um dos maiores clubs de Santa Catarina. Como tem sido o trabalho junto à marca?

Ariel Merisio – Ser residente de um club tão expressivo não é fácil, ainda mais sabendo que estou a 600 quilômetros de distância dele [risos], mas de alguma forma eu procuro me manter presente e próximo ao pessoal de Chapecó. Minha conexão com os clubbers do interior de SC, RS e PR sempre foi muito forte, acho que isso foi um dos fatores primordiais para o início da minha residência. Este ano iremos comemorar 10 anos de Amazon Club com três festas incríveis, repleto de grandes artistas como Denis Horvat, Dave Seaman e Artbat.

B4B – Para finalizar: o que não pode faltar no perfil de um residente na sua visão? Obrigado por conversar com a gente! Muito sucesso para você.

Ariel Merisio – Residente é aquele artista que de alguma forma se faz presente, é aquele artista que está envolvido com projetos paralelos do club. Sua figura não está relacionada a apenas fazer warmups ou tocar em toda festa do club, mas sim saber da importância em abraçar o propósito da noite, independente do estilo, vertente ou horário. Foi um prazer conversar com vocês, nos vemos na pista!

Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Há vinte e tantos anos, embalado pelo Trance.