Pesquisa mostra que dança é tão individual quanto impressões digitais

Pesquisadores de Universidade Finlandesa provaram que cada pessoa tem um única modo de dança, independente do gênero que esteja tocando.

dança

Uma das melhores formas de se expressar em grandes shows de música, sejam eles eletrônicos ou não, é através da nossa dança. Se você gosta de bater o cabelo, ou cabeça, de levantar as mãos pro alto ou de rebolar até o chão, além de claro incluir seus amigos dentro do movimento, saiba que isso é uma celebração da nossa individualidade.

Uma recente pequisa feita pela Universidade de Jyväskylä, na Finlândia, mostra que cada pessoa tem seu próprio modo de se expressar através da dança, que pode ser detectado através de mínimos movimentos. Tal modo é incrivelmente único, a ponto de ser comparado como nossas impressões digitais.

Os pesquisadores se propuseram a descobrir se os computadores poderiam identificar o gênero da música pela qual as pessoas estavam dançando com base em seu estilo de dançar de acordo com vários gêneros (rap, reggae, blues, country, dança eletrônica, jazz e metal), de forma natural. O algoritmo conseguiu detectar 94% de sucesso entre os gêneros, mas quando comparado ao pessoal entre si, as respostas corretas chegavam em até 30%.

O co-autor da pesquisa e analista de dados, Dr. Pasi Saari concluiu:

“Parece que os movimentos de dança de uma pessoa são como uma espécie de impressão digital. Cada pessoa tem uma assinatura de movimento única, que permanece sendo a mesma, não importando que tipo de gênero musical esteja tocando.”

Tal pesquisa foi publicada no The Journal of New Music Research e você pode conferir o estudo completo aqui.

Comentários

Formado em Administração de Negócios com ênfase em Marketing, estudante de Jornalismo. DJ, poeta e workaholic. Amante de um bom som, um amanhecer e uma taça de gin.