fbpx
Conecte-se com a gente

Oi, o que você está procurando?

Mainstage

Rompendo fronteiras, Alex Justino viaja para tour na China

Provando que a música tem um grande poder de romper fronteira, o DJ e Produtor Alex Justino prepara-se para uma tour na China. Veja os detalhes.

Alex Justino China

O Brasil já garantiu seu espaço na rota eletrônica mundial e vem aumentando sua notoriedade a cada ano. Esse fato não se deve só às labels internacionais como Dekmantel e DGTL que se firmaram no país e pela qualidade das gigs que acontecem aqui, reconhecidas por grandes DJs e apreciadores da música eletrônica ao redor do globo. O time de DJs e produtores nacionais de alto gabarito tem aumentado muito nos últimos anos e muitos deles têm alçado grandes voos, com forte presença internacional.

O mais novo artista a figurar nessa lista é o goiano Alex Justino. Após sua crescente presença no cenário nacional, durante os últimos anos, com lançamentos por importantes gravadoras do país, como a Warung Recordings, e da forte presença nas principais pistas do território nacional, Alex está pronto para mostrar seu talento “fora de casa”. E o destino para essa nova tour foi bastante inesperado: Alex fará uma tour pela China com presença em 4 gigs nos próximos dias.

A China é um dos poucos países no globo que ainda seguem o regime comunista e, justamente por esse motivo, a entrada de diferentes vertentes musicais e artistas internacionais no país não é exatamente facilitada. Somente durante os anos 1980, após a política de porta aberta instaurada pelo então governo, é que as primeiras festas e artistas internacionais começaram a marcar presença no país. À época, tudo ainda era muito configurado para o mercado pop, por ser mais difundido mundialmente.

O contato da China com a indústria eletrônica iniciou em meados dos anos 1990, com a inauguração das primeiras casas noturnas voltadas para esse nicho. A entrada do estilo musical no país foi por Hong Kong, que naquele momento era uma colônia da Inglaterra, o que facilitou a exportação da cultura underground britânica para a China. A partir desse estímulo inicial, a cena eletrônica chinesa emergiu, ainda que mais tímida do que no resto do globo, e hoje já conta com importantes nomes e gravadoras locais.

Mesmo que atualmente o cenário esteja mais favorável, às políticas de censura na internet, que bloqueiam o acesso a serviços mundiais de streaming, como Spotify, Youtube e Soundcloud dentro do país, dificultam a difusão de artistas em território chinês. Por esse motivo, é sempre bom quando um artista consegue atravessar esses obstáculos e levar seu trabalho até o público oriental. Melhor ainda, quando vemos um artista brasileiro, como o talentoso Alex Justino, conquistando seu espaço além das muralhas. Isso só reforça o que já sabemos há muito tempo, que a música é capaz de quebrar barreiras.

Comentários

DJ, Produtor, Redator, Libriano e Sonhador. Trance para amar e Techno para dançar, com uma taça de Gin para acompanhar. Onde é o after?

Leia Também:

Editorial

Separamos 3 grandes feitos de Avicii que mudaram sua história e a história da música eletrônica no mundo todo. Conheça-os. Comentários

Lançamentos

Ouça os melhores lançamentos que embalaram mais uma semana do mês de abril no mundo da música eletrônica. Playlists nas plataformas de streaming. Comentários

Editorial

Que tal uma lista de lives que precisam ser assistidas, indicadas por quem entende do assunto? Então se liga nessas sugestões! Que as lives...

Mainstage

O podcast de Theo Braga promete compartilhar conversas de bastidores com os líderes que estão por trás dos grandes negócios. Theo Braga já é...

Publicidade

Beat for Beat © 2020