Chernobyl realiza sua primeira rave: Artefact

A Artefact, também apelidada de rave radioativa, fez sua estreia na histórica cidade de Chernobyl, Ucrânia.  Saiba como aconteceu o evento.

Chernobyl
Artefact acontecendo em Chernobyl (Imagens por Reuters)

Certamente você deve se lembrar de Chernobyl, cidade da Ucrânia, local da catástrofe nuclear mundial, retratada nos livros de história moderna por todo o planeta, agora realizará sua primeira ‘rave’ e exposição de arte, que será o primeiro evento cultural realizado no espaço desde o desastre ocorrido.

Às 1:23 da manhã de 26 de abril de 1986, uma oscilação de energia interrompeu um teste de rotina dos sistemas e o reator de Chernobyl número 4 entrou em colapso total. Em seguida, uma explosão perfurou o teto de 450 toneladas do reator. Logo após a sgeunda explosão, uma nuvem de fumaça tóxica invadiu a atmosfera de toda a cidade. O material radioativo que foi liberado do reator de Chernobyl foi 400 vezes maior do que a precipitação combinada sobre Hiroshima e Nagasaki durante a segunda guerra mundial, Causando 4.000 mortes de imediato e espalhando a radiação liberada até a Irlanda.

Chernobyl
Projeções audiovisuais na Artefact (Imagens por Reuters)

Voltando para a atualida, Chernobyl é uma zona turística do país, recebendo aproximadamente 20.000 visitantes por ano. O local é um prato cheio para quem curte festas em lugares misteriosos e históricos, bem como abandonados. ‘A Zona’, como é chamada Chernobyl, já foi o lar de 120 mil pessoas, atualmente a população é de menos de mil, que continuam na cidade desde que o fato ocorreu.

Chernobyl
Palco da Artefact (Imagens por Reuters)

O ‘Artefact’ teve música, painéis de LED, que desempenharam um papel interativo com parte da infra-estrutura da antiga cidade, soldados, já que a área ainda prossegue protegida pelos militares e alguns loucos que decidiram enfrentar todo o peso do local para curtir um pouquinho tal evento.

Chernobyl
Valery Korshuno, organizador da Artefact, em entrevista (Imagens por Reuters)

Em uma coletiva de imprensa realizada não muito distante do reator nuclear, Valery Korshunov, organizador do evento, disse aos repórteres que a Artefact está prestes a reinventar Chernobyl, também comentando que o evento tem como objetivo destacar os perigos de notícias falsas, sugerindo a tentativa da União Soviética de encobrir o desastre:

“Todas as pessoas do mundo conheciam este lugar por uma tragédia. Mas fizemos de Chernobyl menos prejudicial para o meio ambiente. Nós estamos seguros. Viemos aqui para mudar a história de Chernobyl.”

Chernobyl
Participantes da Artefact próximos a roda gigante afetada pelo desastre (Imagens por Reuters)

A estreia certamente foi um sucesso para quem planejava até menos espectadores. Chernobyl viu um aumento no turismo desde que uma operação de limpeza foi declarada completa em maio. Ironicamente, a radiação mortal que antes mantinha as pessoas longe do local misterioso é agora o seu maior ponto de venda: o centro de informações turísticas de Chernobyl oferece uma ampla variedade de mercadorias, incluindo camisetas, imãs de geladeira, máscaras de gás e até trajes nucleares.

Comentários

DJ, marketeiro, um caipira-paulistano. House e Groove pra dançar, Trance pra sonhar.